---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Administração
Salete decreta situação de emergência devido a estiagem

Publicado em 27/04/2020 às 15:57 - Atualizado em 27/04/2020 às 15:58

            Salete decretou situação de emergência por conta da estiagem. O Conselho Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) recomendou a decretação para a prefeita, Solange Schlichting (Chica), após reunir a documentação em relação a falta de água, contabilizando os danos humanos, ambientais e econômicos do setor agrícola.

            O Decreto nº 054, de 27 de abril, que estabelece Situação de Emergência nível II será encaminhado para análise e reconhecimento do Governo de Santa Catarina e para a Secretaria Nacional da Defesa Civil. O município de Salete, assim como outros da região do Alto Vale do Itajaí, vem sendo afetado pela falta de chuvas em diversos setores econômicos e sociais.

            Desde o ano passado os índices de chuva na região são baixos. Dados da Epagri-Ciram apontam que o déficit chega a 500 milímetros em 12 meses. Ainda, conforme aponta a régua de medição da Agência Nacional das Águas (ANA) na Ponte Vereador Gelindo Moratelli, na entrada da comunidade de Ribeirão Cipriano, o rio Ribeirão Grande encontra-se em situação hidrológica de emergência, com nível de água em 47 cm (24/04/2020 às 13h45min).

            No interior, segundo dados da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente e da Epagri, todas as comunidades estão afetadas, com perdas na agricultura e pecuária aproximando-se dos R$ 8 milhões. Além disso, também é preocupante a falta de água para consumo humano, com alguns poços artesianos secando ou diminuindo substancialmente a vazão. Para auxiliar os produtores a Prefeitura já realizou a abertura de cerca de 30 de bebedouros de animais nas propriedades rurais, com serviço de máquina retroescavadeira de forma gratuita.

            A área urbana que é atendida pelo abastecimento da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) também sofre com a estiagem. A agência aponta dificuldade e falta de água nos reservatórios/mananciais de captação. Como resposta é buscada água potável de Taió para Salete através de um caminhão pipa da empresa. Constantemente a Casan solicita o racionamento a população. Contudo, nos últimos dias moradores de vários bairros reclamaram do desabastecimento.

 

 

 

Odair José Ferreira 

Jornalista MTB 0004057/SC - Prefeitura de Salete


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar